Pular para o conteúdo principal

Te amo, mãe!!!!

 Hoje revi um filme chamado "A garçonete". Um filme lindo, uma história de amor! Enquanto assistia, só pensava na minha mãe...
Vou contar um pouquinho da história dela...

Minha mãe foi abandonada pela mãe aos 10 anos.
Por falta de opção, meu avô a colocou num colégio interno até os 16 anos, quando ela voltou pra casa e passou a cuidar do meu avô e do meu tio, mais novo que ela.
Casou com 33 anos, extremamente tarde para os padrões da época.
Foi cegamente apaixonada pelo meu pai, de quem se separou com menos de 1 ano de casada e grávida de poucos meses de mim.
Meu pai não estava sempre por perto e ela contava muito com o apoio do meu avô.

Teve o apoio do meu avô até eu ter uns 3 anos, depois precisou se virar sozinha.
Como não podia voltar ao mercado de trabalho (ela era secretária executiva) por causa da idade e por ter engordado muito, começou a trabalhar como cozinheira - cozinhar é uma grande paixão dela.




O salário não era grandes coisas e ela acumulava faxinas em casa de família.
A vida era difícil... e não facilitou muito para ela.
Tenho lembranças muito dolorosas da minha infância, mas que felizmente são superadas pelas boas lembranças...

Com toda a dificuldade, minha mãe sempre batalhou muito para me oferecer o melhor. Nunca me faltou um carinho, um beijo de boa noite, um abraço consolador.
Nunca me faltou estudo, princípios, educação e amor.
Tenho certeza que fiz algo muito bom em alguma vida para merecer a mãe maravilhosa que tenho.



Pode parecer clichê mas tudo que sou devo a ela.
Eu sei que ela tentou me tornar uma pessoa melhor que ela, mas isso é impossível porque ela é única para alguém ser igual, quem dirá melhor!!!
Mas, sim... me pego em várias situações sendo como ela.
Atitudes, pensamentos, gestos... mas como aquele coração não tem igual!!

Ao ver o filme, lembrei de como adorava os dias que ela não trabalhava
e me recebia na chegada da escola.
Lembrei de como adorava ir com ela em dias de faxina... ficava impressionada em como ela transformava um casa bagunçada em outra cheirosa e arrumada.
E os dias que ela me levava para comer pastel no bokita´s ou na barraca do chinês...
 A mágica do Natal, que ela nunca deixava faltar, podia não ter presente, mas tinha a mágica... e na minha cabeça, o presente que não ganhei Papai Noel havia dado a uma criança que não tinha brinquedo nenhum!!!
Meus aniversários sempre foram um acontecimento. Mesmo sem festas, como comemorávamos e comemoramos até hoje. Acho que é por isso que adoro o meu aniversário!!



Minha mãe abriu mão de tantas coisas por mim (e abre até hoje se eu permitir)... se doou tanto a mim que me impressiona.
Tento agradecer a ela de alguma forma, diariamente.
Mas acho que nunca conseguirei agradecer o suficiente.
E encaro como minha obrigação também abrir mão de algumas coisas por ela!!!
Mas é uma doce obrigação...




No final do filme a música é incrível.
Não só me faz lembrar todo o amor da minha mãe por mim, mas me faz querer ser mãe e cantá-la para meu filhote...

O nome da música é Baby Don't You Cry -The Pie Song  (Clique no nome da música para acessar o vídeo no youtube)




"When the world is gray and bleak
Baby don't you cry i will give you every bit
Of love that's in my heart
I will bake it up into a simple little pie
Baby don't you cry gonna make a pie
Gonna make a pie with a heart in the middle
Baby don't be blue gonna make for you
Gonna make a pie with a heart in the middle
Gonna be a pie from heaven above
Gonna be filled with strawberry love

Baby don't you cry gonna make a pie
And hold you forever in the middle of my heart
Baby here's the sun
Baby here's the sky
Baby i'm your light
And i'm your shelter

Baby you are mine i could freeze the time
Keep you in my kitchen with me forever
Gonna be a pie from heaven above
Gonna be filled with strawberry love"





Tradução

Quando o mundo é cinza e sombrio
bebê, não chore
Eu vou lhe dar cada pedaço de amor que tem em meu coração
Eu vou assar tudo em uma simples pequena torta

Bebê, não chore
Vou fazer uma torta com um coração no meio
Bebê, não fique triste vou fazer para você
vou fazer uma torta com  um coração no meio
Vai ser uma torta dos céus,
vai ser recheada com morango de amor

Bebê, não chore
Vou fazer uma torta e você vai estar
sempre no meio do meu coração.

Bebê, este é o sol,
Bebê, aqui esta o céu
Bebê, eu sou sua luz e seu abrigo
Bebê, você é meu
Eu poderia congelar o tempo
Deixa-lo na minha cozinha comigo sempre
Vai ser uma torta dos céus, vai ser recheiada
com morango de amor
Bebê, não chore
Vou fazer uma torta, e você vai estar sempre
no meio do meu coração.

Comentários

  1. Que lindo!!!!
    Sua mãe sabe q vc escreveu isso?? Eu me emociono pq lembro da história da minha mãe q tb não foi fácil. Essas mulheres são guerreiras e é por elas q devemos seguir em frente sem desanimar. Se elas chegaram aonde chegaram foi por força e por nós!

    Vou procurar essa música.

    um bju em vc e na sua mami

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais liiiiiiiinda, Tati!

    Nossa, sua mãe deve se sentir honrada por ter uma filha tão maravilhosa e meiga assim!

    Certamente ela merece todas as homenagens e eu adorei poder me sentir mais perto de você por meio dessa história!

    Parabéns, parabéns pela relação de vocês e por tudo o que vocês são!

    Homenagem mais do que perfeita!

    Te adoro!!!!

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  3. Mto lindo!!!

    Me emocionei,e vou escrever algo parecido para minha mãe tbm!!!

    Apesar de não ter tido mtos problemas financeiros,

    Sou uma mãe em constante busca do que é melhor para meu filho,...

    Quem sabe um dia ele não tenha esta impenssão de mim??? E ele,pelo menos ele,veja meu incondicional amor por ele!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Bupropiona + Naltrexona: Montanha russa em duas cápsulas!

Oi, gente!
Caminhando e cantando... sigo firme na minha busca rumo a vida saudável! No final da semana passada (8/11), comecei a tomar o novo medicamento prescrito pelo meu ortomolecular: Bupropiona + Naltrexona. Logo que tomei a primeira dose, senti muito sono e a cabeça meio "zonza", mas não associei a medicação. No dia seguinte (sábado), não sentia praticamente nenhuma fome. Após o almoço (3a dose), fiquei muito enjoada, a cabeça doía demais... e não demorou muito para começar a vomitar. Nunca tive algo semelhante... muito ruim!!!
Fiquei apavorada! Entrei em contato com meu médico que orientou reduzir a dose para a metade por 1 semana e me explicou (mais uma vez, pois ele já havia explicado no consultório) que são efeitos colaterais do medicamento e em poucos dias passaria. Confiei e segui suas orientações. No quinto dia eu já não tinha quase nenhum efeito colateral e, hoje, dez dias depois, estou ótima e já planejando aumentar a dose como recomendado.
Depois disso fui ler s…

Pitiríase rósea de Gilbert... eu tenho isso!!!

Há 2 semanas surgiu uma mancha nas minhas costas, parecendo uma alergia. Passei pomadinha qualquer e deixei p/ lá. 1 semana depois ela estava maior e apareceram outras iguais, mas menores. Fui ao dermatologista e fui diagnosticada com Pitiríase rósea de Gilbert. Dura de 2 a 8 semanas e cura espontaneamente. Não se sabe ao certo porque aparece, só que não é contagiosa.

Cura sozinha... mas coça desesperadamente!!!! Um inferno. Sem contar que o aspecto é de pereba... me sinto uma mulher perebenta!!!! Perebas nas costas, nas pernas, nos seios, na barriga e nos braços... ai.... Auto estima no chão!!!!!!! Abaixo uma foto que peguei na internet, pq não quero mostrar as minhas perebinhas. Mas assim vocês podem ter idéia do que é... rs!!!


Primeira vitória!

Faz 1 mês que iniciei o tratamento. Não tem sido fácil, mas estou persistindo.  Emagreci 10 quilos... DEZ!!!! Uhuuuuuuu!!!! Muito feliz...
Algumas roupas que não cabiam, já posso vestir... a pressão está normal para baixa (mas ainda com ajuda do remédio), as pernas não incham quase, as dores nos pulsos praticamente sumiram, o sono está tranquilo... Nossa!!! São muitas mudanças positivas que fazem o esforço valer a pena!! 
Queria fazer um "antes e depois" bacana mas infelizmente não tirei foto exatamente quando comecei a dieta. Fiz um com uma foto mais antiga, mas mais ou menos com o mesmo peso... dá pra vocês terem uma idéia...