Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Meu despertar

E, repente, eu me pego sonhando um sonho novo… diferente do que sonhei por toda uma vida. Vejo-me num futuro distante daquele que idealizei.
Está certo, o caminho até aqui foi diferente do que eu esperei, fiz escolhas que me afastaram, talvez, desse tão idealizado “amanhã”. Mas realmente acredito que nada acontece por acaso, penso ter sido a maneira encontrada pelo universo para me colocar novamente na linha da qual me desviei, por algum motivo. E me sinto feliz… como se estivesse, enfim, voltando para casa!
É como um reencontro comigo mesma, depois de uma vida de fugas. Isso me faz mais leve nos sentimentos, segura nas atitudes e forte para ser mais fiel a mim mesma, a cada dia. Hoje tenho a certeza de quem sou e para que existo, e tudo, absolutamente tudo ao meu redor, faz sentido.
Não há mais o que questionar, apenas compreender, aprender e viver intensamente cada segundo.
Meus novos sonhos são mais delineados. E, diferentemente do antigo conto de fadas, são sonhos possívei…

Bupropiona + Naltrexona: Montanha russa em duas cápsulas!

Oi, gente!
Caminhando e cantando... sigo firme na minha busca rumo a vida saudável! No final da semana passada (8/11), comecei a tomar o novo medicamento prescrito pelo meu ortomolecular: Bupropiona + Naltrexona. Logo que tomei a primeira dose, senti muito sono e a cabeça meio "zonza", mas não associei a medicação. No dia seguinte (sábado), não sentia praticamente nenhuma fome. Após o almoço (3a dose), fiquei muito enjoada, a cabeça doía demais... e não demorou muito para começar a vomitar. Nunca tive algo semelhante... muito ruim!!!
Fiquei apavorada! Entrei em contato com meu médico que orientou reduzir a dose para a metade por 1 semana e me explicou (mais uma vez, pois ele já havia explicado no consultório) que são efeitos colaterais do medicamento e em poucos dias passaria. Confiei e segui suas orientações. No quinto dia eu já não tinha quase nenhum efeito colateral e, hoje, dez dias depois, estou ótima e já planejando aumentar a dose como recomendado.
Depois disso fui ler s…

Primeira vitória!

Faz 1 mês que iniciei o tratamento. Não tem sido fácil, mas estou persistindo.  Emagreci 10 quilos... DEZ!!!! Uhuuuuuuu!!!! Muito feliz...
Algumas roupas que não cabiam, já posso vestir... a pressão está normal para baixa (mas ainda com ajuda do remédio), as pernas não incham quase, as dores nos pulsos praticamente sumiram, o sono está tranquilo... Nossa!!! São muitas mudanças positivas que fazem o esforço valer a pena!! 
Queria fazer um "antes e depois" bacana mas infelizmente não tirei foto exatamente quando comecei a dieta. Fiz um com uma foto mais antiga, mas mais ou menos com o mesmo peso... dá pra vocês terem uma idéia...

Tati sem glúten

Quando precisei parar de ingerir alimentos com glúten, pesquisei muito sobre a vida sem gluten. Existem ótimas alternativas... existe um mercado até generoso em termos de oferta de produtos gluten free porém, caríssimos!! Eu, uma pobre enfermeira, precisei encontrar alternativas para não ficar desesperada sem opções. E, a única alternativa foi aprender a fazer tudo em casa!!
Para me sentir apoiada, criei uma página no facebook chamada "Tati sem glúten" com o objetivo de postar meus sucessos e fracassos culinários dessa vida sem gluten, sem sal, sem açucar e sem tubérculos!! A página tem sido um sucesso e me sinto super orgulhosa!!
No Tati sem glúten, posto as fotos com as receitas e suas calorias, graças a um aplicativo para celular que ajuda a calcular calorias a partir dos ingredientes. Além de ser muito bacana ver as pessoas comentando e curtindo, tenho certeza que estou mostrando a outras pessoas que vivem uma rotina alimentar restrita que não precisa ser uma tortura... dá…

De volta!!

Oi, pessoal!
Faz tempo que não passo por aqui... na verdade, tem quase 3 meses!  Nesse período muita coisa aconteceu... e por isso não tive ânimo de vir aqui. Mas agora o ânimo está voltando!!
Pois é... chega uma hora que o corpo cobra tudo que fazemos de mal a ele. Porque seria diferente comigo, não é? Nunca estive tão gorda. A pressão ficou alta, tive que começar a tomar remédio e fiquei péssima comigo mesma. Questionei tanto as minhas escolhas erradas!!! Momento desespero 1.
Esse tempo em que fiquei afastada, foi quase uma reclusão. Precisei me reencontrar porque, de verdade, havia me abandonado há muito tempo!
Processo difícil, doloroso!! Aquele momento em que eu percebi que cuido do mundo ao meu redor, menos de mim... e que comigo, estava sendo um fracasso!!
Mas esse baixo astral não combina comigo e comecei a fazer dieta, com o desejo de mudar de vida! Uma amiga me indicou um médico ortomolecular que está me ajudando demais nesse processo. Como todo gordo, tenho uma super resistência…